Ainda que seja um assunto tabu nos dias que correm, a masturbação é uma prática sexual natural e saudável que pode trazer inúmeros benefícios.

Este artigo visa fornecer informações científicas em torno do processo da masturbação, abordando quaisquer prós e contras do ponto de vista médico.

O que é a masturbação?

A masturbação é a estimulação dos órgãos genitais, geralmente até ao orgasmo, com o propósito de obter prazer sexual.

A masturbação é uma atividade transversal no que diz respeito ao género e à faixa etária. Normalmente realizada a sós, esta também pode ser feita em conjunto com um parceiro.

Masturbação feminina

A masturbação feminina é realizada através da estimulação do clitóris, da vagina ou de ambos, com ou sem recurso a sex toys.

É importante que as mulheres saibam que não há uma forma “certa” ou “errada” de se masturbar e que devem experimentar diferentes técnicas para descobrir o que funciona melhor para elas.

Masturbação masculina

A masturbação masculina geralmente envolve a estimulação do pénis. Da mesma forma que as mulheres, não havendo uma forma “certa” ou “errada” de se masturbar.

Os individuos do sexo masculino também podem experimentar diferentes técnicas, e sex toys para homens, com o intuito descobrir o que lhes proporciona maior prazer.

Porque nos masturbamos?

A masturbação é uma forma de satisfazer a necessidade sexual sem a obrigatoriedade de um parceiro. Esta pode ser utilizada no alívio do stress, redução da ansiedade, e como um meio de relaxamento em geral.

Saúde sexual

A masturbação é uma forma saudável de explorar a sexualidade, conhecer melhor o próprio corpo e de aprender aquilo de que se gosta. É uma forma segura de se satisfazer sexualmente sem correr o risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) ou de engravidar.

É especialmente importante para pessoas solteiras ou que têm dificuldades em encontrar parceiros sexuais.

Masturbação faz mal?

A masturbação não é prejudicial para a saúde, desde que seja praticada de forma segura e responsável.

No entanto, em alguns casos raros, a masturbação excessiva pode levar a problemas como irritação da pele, infecções urinárias, ou lesões na região genital.

Masturbação excessiva

A masturbação excessiva, também conhecida como hipersexualidade ou vício em masturbação, pode tornar-se um problema quando começa a interferir na vida quotidiana.

Pode levar a problemas de relacionamento, isolamento social e diminuição da auto-estima. É importante lembrar que o que é considerado excessivo varia de pessoa para pessoa e deve ser avaliado caso a caso.

Mitos sobre a masturbação

Existem muitos mitos em torno da masturbação, como o de que pode causar cegueira ou queda de cabelo. No entanto, estes mitos são completamente infundados e não têm base científica.

Benefícios da masturbação

A masturbação pode ter inúmeros benefícios para a saúde física e mental. Aqui estão alguns dos principais:

Benefícios físicos

A masturbação pode ser uma forma de exercício para os músculos da região pélvica e ajudar a prevenir problemas como a disfunção erétil e ejaculação precoce em homens e a incontinência urinária em mulheres. Além disso, a libertação de endorfinas durante a masturbação pode ajudar a aliviar a dor e melhorar o sono.

Benefícios mentais

A masturbação também pode trazer benefícios para a saúde mental. Ela pode ajudar a aliviar a ansiedade, o stress e a tensão emocional. Além disso, pode ser uma forma de auto-exploração e descoberta, o que pode melhorar a auto-estima e a confiança sexual.

Benefícios para o relacionamento

A masturbação não precisa ser uma atividade solitária. Os casais podem-se masturbar juntos e usar a prática como uma forma de aumentar a intimidade e a conexão sexual. Além disso, pode ser uma forma de descobrir novas fantasias sexuais e tornar a experiência mais divertida e satisfatória.

A masturbação pode melhorar a saúde sexual e emocional

A masturbação é uma prática sexual saudável e natural que pode trazer muitos benefícios físicos e mentais. Não há nada de errado com a masturbação e é importante lembrar que a prática é completamente normal e aceitável.

No entanto, é importante lembrar que a masturbação excessiva pode se tornar um problema e interferir na vida quotidiana. Como em qualquer atividade sexual, é importante praticá-la de forma segura e responsável.

A masturbação é uma forma de auto-exploração e auto-descoberta e pode ser uma forma de melhorar a saúde sexual e o bem-estar emocional.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seleccione um ponto de entrega

Abrir o chat
1
Em que podemos ajudar?
Scan the code
Olá! Por favor leia as nossas FAQ: https://vibrolandia.com/faq/
Caso a sua questão não tenha sido esclarecida clique no botão abaixo.
Este site contém imagens e conteúdos exclusivamente para adultos. Se você não atingiu a idade de 18 anos ou se este tipo de conteúdo o ofende, não prossiga