O que é o swing e será que deves experimentar

O que é o swing e será que deves experimentar

A prossecução do amor e da novidade nas relações íntimas pode habitualmente levar a que pessoas (a título individual) e casais comecem a explorar variados estilos de vida e experiências.

Ora, um dos caminhos mais percorridos é o swing, um assunto relativamente tabu e frequentemente mal-interpretado.

Este artigo da Vibrolândia, a tua sex shop online de eleição, procurará não só desvendar o que é o swing, como também oferecer alguma assistência àqueles que sentem curiosidade em experimentá-lo.

O que é fazer swing?

O swing, também conhecido por «troca de parceiros», é uma atividade social e sexual em que pessoas solteiras ou comprometidas interagem sexualmente com outrem em total consentimento, sendo que os participantes mais frequentes são casais.

Não se trata apenas da questão sexual, mas sim do entusiasmo inerente à novidade, à exploração, senão mesmo às amizades que se fomentam no contexto da comunidade do swing.

O estilo de vida do swing compreende diversas facetas:

1.     Soft swing

Esta abordagem mais ligeira ao swing inclui atividades como flirtar ou trocar beijos e toques com terceiros, embora não se avance para o ato sexual propriamente dito sem ser com o parceiro habitual.

2.     Full swing

Nesta vertente, o swing é, tal como podemos perceber, total, pelo que já é possível trocar de parceiro durante o ato sexual.

3.     Ménages à trois

Há casais que preferem ter apenas mais uma pessoa envolvida do que outro casal, sendo três o número total de participantes.

4.     Atividades em grupo

Esta última faceta envolve a interação de grupos com um maior número de pessoas, normalmente em determinados eventos (como festas) em que é possível participar a título individual ou enquanto casal.

O que deves ter em conta se pretendes fazer swing

O swing não é um caminho que todos os casais quererão percorrer, razão pela qual a abertura de diálogo com o teu parceiro é fundamental – discutam a imposição de limites, desejos e eventuais preocupações. Como primeiro passo nesta aventura sexo a 3 ou “menage à trois” também pode ser uma etapa a ponderar,

●      Confiança e ciúmes

A pedra basilar de uma experiência deste género é a confiança – se qualquer um dos elementos do casal sentir insegurança ou ciúmes, o swing só irá exacerbar esses sentimentos.

●      Faz uma pesquisa antes de mergulhares de cabeça

Antes de participares num evento ou aderires a um clube de swing, efetua uma pesquisa, de forma a conseguires compreender as regras, a etiqueta e as expectativas; esta preparação ajudar-te-á no reconhecimento de um terreno que não te é ainda familiar.

●      Pratica sexo seguro

Certifica-te de que são sempre aplicadas medidas de proteção – como o uso de preservativos – este aspeto do estilo de vida em causa não é negociável.

●      Bem-estar emocional

O swing pode invocar todo um espectro de emoções; vai avaliando os teus sentimentos e o teu bem-estar emocional – não há problema em voltares atrás, se vires que isto não é para ti.

●      Privacidade e discrição

A comunidade do swing tem por hábito valorizar a discrição; por isso, respeita a privacidade dos outros e certifica-te de que a tua permanece igualmente intacta.

Os prós e os contras

Antes de entrares no mundo do swing, convém que compreendas tanto o lado positivo, como negativo deste estilo de vida:

●      Prós

▪        Novidade e entusiasmo

O swing tem a capacidade de trazer novos e empolgantes desafios a uma relação.

▪        Comunidade

Há quem encontre um sentido de camaradagem no seio da comunidade do swing.

▪        Abertura de diálogo

A necessidade de impor limites claros poderá melhorar a comunicação entre casais.

●      Contras

▪        Potencial mal-estar na relação

Se o consentimento não for claro e, sobretudo, mútuo, a relação poderá ser colocada em risco.

▪        Desafios emocionais

As sensações de ciúmes ou de inaptidão poderão vir ao de cima.

▪        Preocupações com a segurança

Existem riscos envolvidos, sejam eles físicos ou emocionais.

Em conclusão

Embora o swing ofereça um caminho para a exploração e para a novidade, não é de todo um percurso que deixe qualquer pessoa realizada.

Compreender o que é o swing é só o princípio – torna-se essencial deixar-se levar pela abertura de diálogo, pela confiança e por um desejo genuíno de explorar algo de novo.

Quer decidas participar em atividades no âmbito do swing, quer prefiras ficar a observar à distância, lembra-te de que a dinâmica de uma relação nunca é igual à de outra e que, como tal, deves dar prioridade ao respeito e compreensão mútuos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seleccione um ponto de entrega

Este site contém imagens e conteúdos exclusivamente para adultos. Se você não atingiu a idade de 18 anos ou se este tipo de conteúdo o ofende, não prossiga