Como é o corpo da mulher em cada década da sua vida

O corpo da mulher tem o fantástico ‘poder’ de se adaptar à idade, de mudar, de se transformar. E em cada década apresenta características muito próprias, como indica o Buena Vida, do El País.

Aos 20 anos, a menstruação feminina começa a ter ciclos regulares, o desejo sexual aumenta (a lubrificação está a 100%) e as infecções vaginais, por seu turno, tornam-se mais frequentes, em grande parte devido à prática de exercício físico nessa idade. É com esta idade que as hormonas estabilizam, podendo, porém, dar-se uma ligeira ou acentuada acumulação de gordura no peito, ancas e coxas.

Uma década depois, aos 30 anos, os excessos dos 20 começam a ficar notórios no rosto, em parte por culpa das noitadas e das idas para a cama sem tirar a maquilhagem. A exposição excessiva ao sol nos anos anteriores também se começa a fazer sentir no aspecto. É com esta idade que novos casos de acne surgem (à mercê do stress e da poluição).

É aos 30 que as senhoras engravidam mais e que as principais mudanças no corpo acontecem: estrias, gordura ou perda de peso e peito flácido. A perda de peso começa a ser uma luta cada vez mais difícil e o rosto passa a ficar, por seu turno, mais estreito e com menos bochechas, lê-se na publicação.

Nesta idade surgem, ainda, alguns problemas dentários, problema relacionado com a gravidez.

Aos 40 anos, destaca o Buena Vida, o corpo começa a perder capacidade de engravidar e os primeiros sinais de menopausa podem aparecer. É nesta idade que os problemas de calvície podem começar a surgir, uma vez que a espessura do cabelo fica mais fina com o passar dos anos.

Fragilidade óssea – à conta de problemas de osteoporose –, quilos a mais (e cada vez mais dificuldade em perdê-los), pele mais fina e seca (à conta de uma menor produção de colagénio) e fraqueza dentária são algumas das mudanças no corpo das mulheres aos 50 anos, idade em que a menopausa pode aparecer.

Aos 60 anos, não há hormona que estabilize, mas há uma felicidade imensa que invade as pessoas com esta idade, explica a publicação, dizendo que a partir dos 60 anos o sexo deixa de ser um mito e o prazer volta a fazer parte da vida.

Fonte: Ao Minuto

Poderá conhecer a nossa loja em:

+Vibrolandia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Aviso! Este site contém imagens e conteúdos exclusivamente para adultos. Se você não atingiu a idade de 18 anos ou se este tipo de conteúdo o ofende, não prossiga